sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Pug Misterioso

Essa eu não entendi! Imagina, minha matilha, apareceu, do nada, um pug dentro do computador dos Administradores. Como ele conseguiu entrar ali? Alguém pode me dizer, por favorrrrr?? De vez em quando, lá vem ele.... fica lambendo a tela do monitor e nem liga para mim.

Já tentei comunicação, para ver se ele fala comigo, lati (talvez ele ainda não saiba falar), fiz charminho, mas nadaaaa... não está nem aí o..O). Acho que ele está morando lá e não quer chamar atenção, porque toda vez que alguém começa a usar o computador, ele some. Só aparece quando não tem ninguém por perto.

Hoje de manhã, fiquei na tocaia, esperando se ele aparecia. Esperei... esperei... e de repente lá vem ele!! Corri, fiquei bem em frente dele, lati, abanei o rabo, esgotei minhas armas de conquista e charme... cansei... mas ele é tão bonitinho! Acho que estou me apaixonando...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Adotar é tudo de bom


Vejam como foi feito o comercial da Pedigree "Adotar é tudo de Bom". A iniciativa da Pedigree merece nosso apoio, os animais estão precisando de uma campanha como essa pois a população dos animais abandonados está crescendo cada vez mais. Se cada um fizer sua parte, já estará ajudando muito. 

Estamos vivendo essa experiência desde o ano passado e é gratificante perceber como os animais, no nosso caso a Carol, sabem retribuir o afeto e a acolhida que receberam com muito amor e humildade. É uma experiência maravilhosa que recomendamos a todos.

O Administrador

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Cão pára carnaval no Rio de Janeiro

Querida matilha, estamos na fazenda até o fim do carnaval. Mas, ao conferir o jornal de hoje vimos esta notícia EXTRA, muito importante para nós, os cães! Depois de muitos beijinhos, lambidinhas e agradinhos especiais (apostamos no seu coração mole), pedimos com muito jeitinho ao Administrador que postasse aqui no nosso humilde espaço. Nem ouso pedir à Administradora porque ela está ocupada com as visitas por aqui. 

Infelizmente, aqui não dá para acessar a internet muito bem, pois usamos o sinal de uma operadora de celulares para poder conectar. Então demorou um pouco até que o sinal ficasse bom o suficiente. Então, por hoje é só, tá? Divirtam-se, bom carnaval, JUÍZO (isso foi para mim que eu sei!!) e até!

Bjs
Alice e Carol (Tini e Branca de Neve)

Atualização em 26 de fevereiro de 2009
O cão que agora é a vedete do carnaval 2009, já recebeu o nome de Folião.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Pobres Cães

Por causa do Carnaval, essa discussão veio à tona por aqui porque todos sabem que não gosto de enfeitar bichos de estimação com qualquer tipo de acessório e/ou roupas. Me sinto como se estivesse ferindo a dignidade dos meus cães. 

Fico observando as pessoas preocupadas com fantasias, perguntando "já escolheu a fantasia da Alice e da Carol para esse ano?", e outras perguntas que vivo ouvindo sempre que saímos juntos como: "por que não coloca um chapeuzinho na Alice? Está tanto calor...", "ah, coloque um vestidinho na Carol, ela vai ficar tão lindinha...", "macho our fêmea? onde está o lacinho delas?"... e assim por diante.

Acreditem ou não, estão organizando um bloco de carnaval por aqui onde todos os cães sairão fantasiados, desfilando sob um sol a pino e calor forte, uma música estridente e irritante (até para mim), sem saberem direito o que está acontecendo, com sede, cansados... No final o cão com a fantasia mais bonita receberá um prêmio que vai obviamente enfeitar alguma prateleira e o orgulho do seu dono. Isso tudo, na minha opinião, somente para satisfazer a vaidade dos humanos. 

Acho que o amor começa pelo respeito. Se você ama seu cão tem que aceitá-lo como animal que é, e não tentar humanizá-lo submetendo-o a torturas e sacrifícios que nada significam para ele. Se você ama seu cão, se preocupa mais com seu bem estar do que com sua própria vaidade, se esforça para aprender a comprendê-lo como animal, a interagir com ele e assim poder estabelecer uma troca saudável entre ambos. Tentar humanizar um cão é torná-lo infeliz, afastá-lo de sua essência natural. Afinal, temos muito que aprender com eles, mas do jeito que realmente são.

Por que nós, animais humanos, achamos que somos mais importantes que outros seres da criação? Que temos "direito" de decidir sobre a vida ou morte de uma animal? Quem nos deu esse direito? Onde está escrito isso?  De onde veio essa ignorância burra? É só olhar a natureza para percebermos que somos todos parte de um todo e temos tanta importância em toda a criação quanto uma formiga, uma abelha, um cão, tigre, elefante, planta... cada um com suas características e cumprindo seu papel dentro dos designos do Supremo que no fundo, desconhecemos. Por que pensarmos que temos alguma posição privilegiada?? E por que?? Se tivéssemos toda essa importância, decerto não seríamos vítimas de "tsunamis", não seríamos transformados em lixo no meio do nada, decerto teríamos um fim diferenciado e mais glamuroso do que o resto da criação. 

Se eu fosse um cão e tivesse que usar uma roupa dessa, me sentiria miserável, infeliz e ridículo... Aposto que esses mesmos humanos decerto não gostariam de usar caudas, orelhas compridas, patas... Então, pense bem antes de vestir seu cãozinho de estimação. Cuidado para não ferir a dignidade do seu melhor amigo! E como dizia Oscar Wilde: "Little things amuse little minds" ("Coisas pequenas divertem mentes pequenas").

A Administradora (em nome da Alice, Carol, Matilda, Pippa, Clara e Dondon) 

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Mistério resolvido

Quando falei uns posts atrás que havia alguma coisa estranha acontecendo, estava certa,  aliás como sempre! Meu forte sexto sentido de Pug nunca falhou! No domingo pela manhã, o Administrador me disse: "Tini, aqui! Quero conversar com você. E preste atenção que é sério." Aí, pensei logo, "aí vem bomba! Ai, minha Nóoosinhora!". Quando ele me chama para conversar naquele cantinho (sala de reunião),  é alguma coisa que tenho que prestar atenção, mesmOOO... Já me ferrei uma vez, quando era bb e depois sofri sérias conseguências... Lá fui eu... 

Ele me disse: "Tini, nós vamos num lugar em que Pugs não entram, aliás nenhum animal. Não é porque não queremos, você sabe que sempre vai conosco a qualquer lugar. Mas, dessa vez, não pOOOde. A empregada vai dar o "lanche" (almoço) a você e à Carol. Não se preocupe. Vamos chegar um pouco tarde, então trate de ficar boazinha, tomar conta da Carol, olha o exemplo! Ah, e toma conta da casa também, viu?". Então me deu um beijinho, uma coçadinha e tive que me resignar. Mas não pude evitar sentir uma pontinha de orgulho bem lá no fundo. Afinal, "tomar conta da casa" é muito importante, principalmenre para um Pug. Pensei "é sinal que eles confiam em minha maturidade. Tomar conta da casa é A missão." 

Dormi com um olho só para não vacilar, bem perto da porta de entrada. Depois, tive a idéia de ir até lá pelo pensamento e usando a saudade. Usei meus super poderes de Pug e consegui chegar lá para dar uma espiadinha. E aí está a prova, querida matilha, minha foto com a filhotinha na tal festa. Quando alguém tirou o retrato me pegou também. Depois tratei de não dar mais mole, não posso desobedecer uma ordem dos Administradores e perder sua confiança. Mas, uma coisa não entendi até agora, todos viram a foto e não comentaram nada comigo... Será que foi só minha imaginação?!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Super dica

O Pipi Dolly's é o lugar onde "deixo minhas coisas" (xixi, coco). Ah, é outra coisa! Não molho minhas patinhas (que detesto) e não sujo a casa toda patinhando tudo, ainda mais que que gosto de ficar no sofá. Os administradores não iam gostar nada de sentir cheirinho de xixi pela casa. Sou acostumada com o pipi dolly's desde pequenininha e acho muito fácil e rápido aprender a usar. 

A Administradora me disse que uma semana depois de ter chegado em casa, eu já estava acertando 80%, e os 20% de "acidentes" aconteciam porque era muito novinha, às vezes não conseguia chegar a tempo ou me distraía com uma novidade ou brincadeira muito interessante, ai então, esquecia. Mas, depois de 3 semanas, eu já estava mais sabida e completamente acostumada com todos os cantinhos da casa, então daí pra frente, nunca mais errei. 

Quando a Carol chegou no ano passado, ela me perguntou: "Que trem é esse, Alice?". Expliquei direitinho o que ela tinha que fazer e pronto, ela nunca errou. Os Administradores ficaram surpresos como ela acertou logo, acharam que ela era super inteligente... ahahah... eles não sabem que fui eu, a Super Alice que ensinou o truque para ela...


"O Pipi Dolly's é um produto inovador que propicia o que há de mais moderno para higiene do seu animal de estimação. Este sanitário, foi desenvolvido para cães que estão acostumados a fazer suas necessidades no jornal ou filhotes. Tem por objetivo deixar completamente secas as suas patas, para que o piso e o carpete não fiquem com cheiro desagradável de xixi. É pratico e de fácil limpeza, podendo ser lavado somente uma vez por semana. O produto compõe-se de 2 bandejas e 2 grades, às quais poderão ser acoplados mais jogos que aumentam seu tamanho padrão. O Pipi Dolly's é indicado para cães de pequeno a médio porte, adquirindo mais jogos poderá servir para qualquer tamanho de cão."

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Reféns da chuva

Esta semana as coisas estiveram monótonas por aqui. Como chove, NS dos Pugs! Isso não vale!! Meus passeios estão sendo prejudicados. Todo mundo em casa, exceto claro, os Administradores e a filhota. Eles saem, agora por que também não posso? Peço com aquela carinha de "cachorro que caiu do caminhão de mudança", capricho bem no meu olhar penetrante... mas nada, a Administradora fala: "Pequena, não pode, amanhã, tá?". Mas amanhã também chove... Carol a minha amiguinha, não liga muito, ela gosta, mas não faz tanta questão porque acho que já está uma senhora, afinal tem 10 anos. Mas eu só tenho 3! Para mim é uma prioridade, rondar o quarteirão, ver se está tudo em ordem, rever meus fãs e paquerar, brincar com meus amigos... quem não circula é esquecido, vocês sabem... 

Massss... hoje senti alguma coisa diferente no ar... alguma coisa está para acontecer... meu sexto sentido já captou: o telefone não pára, embrulho pra cá, embrulho para lá, às vezes ainda vou dar uma cheiradinha, quem sabe não é para mim? Afinal, a esperança é a última que morre... Mas, sempre é para a filhotinha. Vamos esperar que estou já na moita, observando a matilha e logo, logo, conseguirei a resposta. Só quero ver se também vou poder participar!!!! Aqui é Alice, por favor, Nóoosinhora dos Pugs, faz essa chuva parar! Por favorrrr... 

Foto: Eu e Carol esperando a chuva passar (afff...)

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Amigos para sempre

Essa postagem é da "Administradora".

Encontrei esse vídeo maravilhoso que gostaria de compartilhar com todos. É sobre a amizade entre uma menina e um cãozinho Pug e como é importante para qualquer criança conviver com animais. 

Conheço pais que não aceitam isso,acham até que o animal é sujo ("lava a mãozinha que você pegou no cachorro", "não deixa o cachorro lamber você", etc), pode trazer doenças para a criança ("cuidado para não pegar vermes com cachorros", "não pega no cachorro que ele pode contaminar você com alguma doença", etc). Outros fazem dos cães auxiliares educativos mas de um jeito que só traz neuroses para a criança ("se você chorar o cachorro vai morder você", "se fizer malcriação o cachorro vai avançar", "fique perto de mim na rua senão um cachorro vai pegar você", "cala a boca! olha lá o cachorro!", etc). 

Mas na verdade, essas pessoas estão provocando fobias e impedindo a criança de passar pela grande experiência de conviver com animais, principalmente os cães. O amor, cumplicidade, amizade, respeito que unem crianças e animais realmente não tem preço. Infelizmente nem todos pensam assim. Mas esse vídeo é uma prova de que isso é possível e que pode fazer da infância uma das fases mais felizes da vida.


Stephanie, quem fez o vídeo escreveu o seguinte: "Minha esperança é que menos cães sejam abandonados por uma família que vai receber um bebê. Gostaria de compartilhar esse vídeo para mostrar a força da amizade entre minha filha e nosso cãozinho Pug. Nossa filha fará 2 aninhos no próximo dia 4 de março e esse vídeo é uma montagem feita que mostra toda a vida dela, desde o comecinho. É impossível para ela imaginar que Rosco não seja parte de nossa família e de sua vida para sempre! Durante seus dois aninhos de vida ela e Rosco se tornaram amigos inseparáveis..."

Canção: "Over the Rainbow" and "What a Wonderful World";
Cantor: Israel "Bruddah Iz" Kamakawiwo'ole (20 de março, 1959 - 26 de junho, 1997), um músico havaiano que faleceu aos 38 anos.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Mudando de lar

Estava no interior de São Paulo, numa jaula com meu irmãozinho e tudo ia muito bem até que um certo dia, notei que a humana que tomava conta de tudo por ali, começou a cortar minhas unhas (afffff! odeio isso), me escovar e outras coisas mais... Então percebi que aquele dia não iria ser como os outros, alguma coisa muito diferente iria acontecer. Pois dito e feito! Mal voltei para o meu sossego, a porta se abriu e entrou um casal de humanos muito curiosos. Me olharam, riram (a humana, especialmemte parecia muito animada) e finalmente me pegaram no colo. Até que o colo era bom e me senti à vontade. Logo depois, juntaram meus "poucos pertences" (um brinquedinho cor de rosa e uma toalhinha branca) e me colocaram num lugar que hoje sei que é um carro. Pronto! Minha vida mudou completamente... adeus irmãozinho (onde estará agora?) e meus dias de sossego no meu cantinho.

Fiquei no colo daquela humana um tempão, mal sabia eu que estávamos viajando para outra cidade no interior de Minas Gerais onde vivo até hoje. Demorou... demorou... e como não tinha nada para fazer e não conseguia dormir de tanta ansiedade, comecei a comer o cabelo da humana que era compridão, completamente diferente do meu (pensei que ela devia ter que escovar muuuuiiito aquele cabelo). O meu era curtinho e ficavam escovando todo dia... Imaginem... e ela só me dizia "Não!" e me afastava do cabelo dela. Esse foi o primeiro "Não" que ouvi!

Bem, finalmente chegamos em casa e conheci o meu novo lar. Era cheiroso, fresquinho, grande, tudo arrumadinho (logo dou um jeito nisso, pensei...) e para minha surpresa já tinha até uma caminha, brinquedinhos, água, comidinha e até um quadradinho com grade para deixar minhas coisas... A única coisa que não gostei foi que era num lugar separado do resto da casa, ou melhor, na cozinha. Comecei a planejar então, como iria negociar esse pequeno obstáculo, precisaria observar para conhecer melhor aqueles humanos, minha nova familia. E esse foi meu primeiro dia de uma longa aventura que vivo até hoje. Cansei... depois conto a vocês como foi minha primeira noite e também as primeiras impressões dos humanos que me cercavam... 

Foto: Minha primeira soneca depois da looooonnga viagem (olha meu brinquedinho cor de rosa e minha toalhinha).

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Quem sou eu?

Meu nome é Alice Abricot, sou uma Pug (Puguinha) filha de Merckin Abricot (mãe) e Nabuco's Erik Clapton (pai). Nasci no dia 15 de junho de 2005 e sou do signo de Gêmeos, então vocês sabem muito bem como sou instável, mas ao mesmo tempo muito boazinha e comportada. Moro no interiorrrr de Minas Gerais e tenho um ótimo lar. Amo todos os meus humanos, mas especialmente minha humana que chamarei de "Administradora" pois ela manda até no computador. Também dependo dela para expor aqui minhas idéias e aventuras "puguianas". 

Minha familia é grande, são seis humanos (incluindo uma filhotinha), todos são grandes amigos, e sinto todo dia que sou muito amada. Tenho também uma nova companheirinha chamada Carol que a Administradora trouxe para casa alguns meses atrás, pois ela perdeu a familia. Carol teve muita sorte pois sei que muitos amiguinhos ainda vivem sem ter um lar, abandonados, tadinhos. Mais tarde conto como tudo aconteceu, tá? Tenho dois apelidos, "Pequena" (a maioria da familia me chama assim) e "Tinininha" ("Tini", como só o Administrador me chama). 

Meu lar é dividido em duas partes, na cidade e na roça. Vamos para a fazenda frequentemente e foi lá que conheci pela primeira vez outros animais que se tornaram também grandes amigos meus. Lá brinco tanto que me acabo, corro, nado, apronto (lá é mais fácil disfarçar), fico feliz de tão cansada. "Cão cansado é cão feliz, né Tini?" como diz o "Administrador", me olhando com aquela cara de ironia... mas o fraco dele eu sei que é o coração mole. Com ele sei que posso abusar um pouco sem consequências graves. 

Uma parte da minha família, a "Titia" mora no Rio de Janeiro. Sinto saudades dela, mas não dá para o coração doer pois vamos visitá-la sempre que podemos. E isso é muito bom para mim, exceto pelo calor que faz lá (um horrorrrrr!!!!). Mas, além de rever a "Titia", mato as saudades da Clara, o Labrador que ela tem e que apesar dos seus 10 anos e seus "cabelos" brancos, brinca muito comigo. Aliás, acho que a idade mental dela é a mesma que a minha, pois nos damos muito bem. Apesar do tamanho e da estabanação dela, nunca me machucou... é um amor de amiguinha e a "Administradora" confia muito nela, sabe que ela dá um jeito, mas não me machuca. Ah, vou à praia também, coisa que por aqui não existe. Adoooroooo... 

Fotos: Na primeira estou revisando os posts do meu blog e a outra é uma de minhas primeiríssimas fotos no colo do Admistrador.